Feira Estadual das Sementes Crioulas e Tecnologias Populares



            A Feira Estadual de Sementes Crioulas e Tecnologias Populares, é um evento de abrangência nacional com a participação e o intercâmbio de países da América Latina e MERCOSUL, como a Argentina, Chile, Venezuela, Uruguai e Paraguai.


            A Feira de Sementes, busca através de uma programação diversificada (seminários, oficinas, palestras, show’s, etc.) enfocada na realidade dos agricultores, promover a informação e a formação destes agricultores quanto à importância da conservação da biodiversidade, sobretudo, a preservação das sementes crioulas e a sustentabilidade na agricultura familiar.


            Nas 6 edições da feira realizadas até agora (2002,2004,2006,2009 e 20011, 2013), 100 mil pessoas passaram pelo evento onde tiveram a possibilidade de ampliar o seu conhecimento e a sua interação entre os agricultores de diversas regiões, bem como do público visitante, das organizações, instituições de pesquisa e a extensão rural que apoiaram e que demonstraram os seus trabalhos neste evento. Na última edição da feira – outubro de 2013 – aproximadamente 3,6 mil kg de sementes crioulas foram comercializadas diretamente na feira pelo sistema de troca-troca entre os agricultores e 30 mil kg de sementes crioulas através  da Cooperativa União para a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Município de Canguçu beneficiando mais de 13 mil famílias.


            A forma de realização da Feira promove um encontro dinâmico com exposição de sementes crioulas, inventos dos agricultores, farmácia caseira, artesanato, agroindústria familiar, produtos da pesca artesanal, oficinas temáticas centradas na sustentabilidade e agroecologia, seminário sobre sementes crioulas, feira de trocas, feira de livros, teatro, música, dança e celebrações ecumênicas, valorizando as manifestações culturais da região preservadas ao longo do tempo, bem como o resgate de inúmeras delas que caíram no esquecimento.


            A Feira Estadual das Sementes Crioulas e Tecnologias Populares, desde a sua primeira edição é resultado de um trabalho conjunto da UNAIC com diversas instituições e organizações locais e regionais que defendem a sustentabilidade e que buscam alternativas de sobrevivência no meio rural em harmonia com o meio ambiente.